O Triunfo da Cor – Pós Impressionismo

Chegou ao Rio dia 20/07 a exposição: O Triunfo da Cor – Pós Impressionismo com duração até 17/10 no Centro Cultural Banco do Brasil(CCBB) com a entrada franca.

Essa mostra tem 32 artistas com total de 75 obras do final do século XIX sendo guiados por novos caminhos e técnicas da pintura. Entre eles temos os clássicos queridos de todos como: Matisse, Van Gogh, Monet, Galgin, etc…

A Exposição

Ao entrar damos de cara com Van Gogh e sua obra Fritilárias coroa-imperial em vaso de cobre(1887) de uma maneira bem tímida e sozinha mas logo adiante as galerias parecem não acabar com obras dos mais variados estilos e tamanhos.

A Exposição foi dividida em 4 galerias, são elas:

A COR CIENTÍFICA: Apresenta uma seleção de obras de artistas motivados pelos estudos desenvolvidos pelo cientista Michel Eugene Chevreul.

NO NÚCLEO MISTERIOSO DO PENSAMENTO. GAUGUIN E A ESCOLA DE PONT-AVEN: Inclui uma série de obras que refletem a pesquisa realizada por Paul Gauguin e Émile Bernard a partir de uma pintura marcada do desenho em contornos e silhuetas com cores simbólicas.

OS NABIS, PROFETAS DE UMA NOVA ARTE: Tem como tema a ideologia estética do grupo de artistas que se definiu como profetas de uma arte nova e defendeu a origem espiritual da arte, fazendo uso da cor como um elemento transmissor dos estados de espírito.

A COR EM LIBERDADE: Apresenta, por um lado, obras de artistas do final do século XIX, além de obras de jovens artistas do início do século XX, que compartilhavam o gosto por uma composição ornamental em que a cor assume o protagonismo.

Abaixo algumas fotos que tirei:

Os artistas dos quais mais me identifiquei foram o pontilhismo das pinceladas de Henri Edmond Cross(1956 – 1910) e com tom sombrio de Paul Ranson (1864 – 1909) em A Bruxa

Comentários